Polícia de Hong Kong faz cerco ao crime organizado

Hong Kong, 25 set (EFE).- A Polícia de Hong Kong realizou mil detenções nas últimas cinco semanas em 3.

EFE |

800 batidas contra as máfias e crime organizado.

Segundo a imprensa local, as forças da ordem da ex-colônia britânica colaboraram com seus colegas de Cantão e Macau, os dois territórios ao sul da China vizinhos de Hong Kong.

O tráfico de droga e o crime além da fronteira emergiram como duas novas tendências entre as atividades delitivas, segundo Adrian Kwan, superintendente da Polícia de Hong Kong, citado hoje pelo diário "South China Morning Post".

Os 607 homens e 393 mulheres detidos, dos quais 290 procedem da China, estão relacionados com delitos de drogas, prostituição e apostas ilegais.

Durante a operação "Thunderbolt 09", a Polícia apreendeu entorpecentes avaliados em 3 milhões de doláres de Hong Kong (US$385 mil, 263 mil euros).

Também confiscaram 11 milhões de dólares de Hong Kong (US$1,41 milhões e 965 mil euros) de apostas ilegais em corridas de cavalos e jogos de futebol.

Os efetivos de segurança indicaram que continuarão as operações, especialmente atentos aos problemas que possam surgir em torno das celebrações do sexagésimo aniversário da República Popular da China, o décimo aniversário da anexação de Macau e os Jogos da Ásia Oriental em Hong Kong em dezembro. EFE mch/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG