Polícia da Colômbia enterrou líder das Farc em local secreto

BOGOTÁ (Reuters) - A polícia da Colômbia anunciou na sexta-feira que enterrou em um local secreto o cadáver do líder das Farc Raúl Reyes, com autorização de sua família, pondo fim a especulações de que o corpo havia sido roubado. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) solicitaram há três semanas que o governo devolva o corpo de Reyes a sua família, depois de o grupo rebelde anunciar a entrega do cadáver de um policial que morreu em cativeiro.

Reuters |

"Dadas as constantes ameaças à família de Raúl Reyes e às preocupações e requerimentos formulados por familiares à Polícia Nacional, a instituição deixou claro o enterro de seus restos", disse as Forças Armadas em comunicado.

Reyes, um dos comandantes máximos das Farc, morreu em um bombardeio realizado em março de 2008 pelas Forças Armadas da Colômbia em uma zona de selva do Equador, o que desencadeou uma grave crise diplomática entre Bogotá e Quito.

A desconfiança surgiu depois de funcionários do governo terem assegurado que haviam entregue o corpo de Reyes a sua família, que negou a informação.

"Como o procedimento foi legal e em todo caso autorizado pela esposa do senhor Devia Silva (Raúl Reyes), a Polícia Nacional está disponível para que, no momento em que a família considerar conveniente, volte a receber o cadáver", disse a Polícia.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG