Polícia cubana detém dez dissidentes após tentativa de protesto

Havana, 15 ago (EFE) - Dez dissidentes cubanos liderados pelo ex-preso político Jorge Luis García (Antúnez) foram detidos hoje por algumas horas em Havana e depois levados a suas localidades de origem, após uma tentativa de protesto na Praça da Revolução, informaram fontes da oposição.

EFE |

Elizardo Sánchez, líder da Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN), disse à Agência Efe que "foi uma pequena manifestação" pelo caso "de um preso para o qual sua família pediu revisão do caso e a transferência a uma prisão mais próxima".

Ele acrescentou que a tentativa de protesto "terminou com a detenção dos participantes, pelo menos dez opositores", que foram levados primeiro a uma delegacia de Polícia de Havana e depois se procedeu à "sua deportação sob detenção a Villa Clara, Sancti Spíritus e Matanzas", suas províncias de origem.

O ex-preso político Lázaro Alonso Román, residente em Havana e que foi à delegacia para saber do paradeiro dos retidos, também foi detido temporariamente e, além disso, "lhe deram uma ata de advertência", disse o dirigente da CCDHRN. EFE rmo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG