Polícia crê que preso de 72 anos foi o maior serial killer de Los Angeles

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve: John Floyd Thomas Jr.

BBC Brasil |

Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.

Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.

A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.

Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.

Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos

O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.

Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.

"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.

Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.

Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.

A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.

Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Leia mais sobre assassinos

    Leia tudo sobre: assassino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG