Polícia confirma que tiroteio em Virginia Tech foi falso alarme

Washington, 13 nov (EFE) - A Polícia americana confirmou que foi falso alarme o suposto tiroteio que obrigou ao fechamento, hoje, dos acessos à Universidade de Virginia Tech.

EFE |

Um porta-voz da universidade explicou à imprensa que o barulho que foi atribuído aos tiros pode ter sido causado por obras próximas ao centro estudantil, que há um ano e meio sofreu um terrível massacre.

Em torno de 15h15 (18h15 de Brasília), a universidade informou em seu site que tinha havido um alerta de disparos em um dos edifícios do complexo, e que a Polícia fazia uma busca "quarto por quarto" no edifício Pritchard.

O complexo deste instituto tecnológico, situado em Blacksburg, no estado da Virgínia, não foi evacuado, mas foram fechados os acessos para que ninguém pudesse entrar ou sair do campus.

Após ser confirmado o falso alarme, a atividade do campus voltou à normalidade.

O centro universitário, com cerca de mil estudantes, foi palco, em abril de 2007, do massacre protagonizado pelo estudante de origem sul-coreana Cho Seung-hui, que matou 32 colegas e professores e, mais tarde, cometeu suicídio. EFE pgp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG