Polícia colombiana prende familiares de chefes do Cartel de Cali

Bogotá, 25 fev (EFE).- A Polícia colombiana prendeu hoje 38 familiares e amigos dos irmãos Gilberto e Miguel Rodríguez Orejuela, chefes do dissolvido Cartel de Cali e presos nos Estados Unidos, e apreendeu mais de 70 bens que estavam em poder dos detidos.

EFE |

Entre os detidos em várias cidades do país, entre elas Bogotá e Cali, capital do departamento de Valle del Cauca (sudoeste), estão quatro filhos, uma irmã e um sobrinho de Gilberto e Miguel Rodríguez Orejuela, extraditados para os EUA em 2004 e 2005, respectivamente, segundo fontes policiais.

Os diretores da Polícia Criminal (Dijin) afirmaram que a operação foi realizada por funcionários da Promotoria e agentes desta divisão responsável por crimes de lavagem de dinheiro e assuntos relativos a testas-de-ferro.

Em um bairro exclusivo de Cali foram detidos Amparo Rodríguez, irmã dos dois narcotraficantes, seu marido Alfonso Gil, além de Jaime, Humberto e Alexandra, filhos de Miguel Rodríguez Orejuela.

Enquanto isto, em Bogotá foi capturada Claudia Rodríguez, filha de Gilberto Rodríguez Orejuela.

Segundo as fontes, as propriedades desta família vinculada ao cartel de Cali foram apreendidas para seu confisco por considerar que foram adquiridas com fundos ilegais.

Afirmaram também que os irmãos Rodríguez Orejuela, apesar de estarem presos nos EUA, continuam gerenciando mais de cem propriedades de origem ilegal não declaradas.

O cartel de Cali foi considerado nos anos 80 e no início dos 90 a maior organização de tráfico de cocaína do mundo e se lhe atribuiu em seu melhor momento o movimento de 80% da droga que chegava aos EUA. EFE gta/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG