Polícia colombiana investiga participação das Farc em explosão em prédio

Bogotá, 4 out (EFE) - A Polícia colombiana investiga as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pelo atentado com explosivos cometido na sexta-feira em um edifício de escritórios de Bogotá, que matou uma executiva, e ofereceu uma recompensa equivalente a US$ 15 mil a quem ajudar a deter os autores.

EFE |

O general Orlando Paez, subdiretor da Polícia, disse em entrevista que, segundo os registros de câmeras de segurança, os autores do atentado agiram de forma semelhante à dos milicianos urbanos afins à guerrilha.

A explosão, registrada em um edifício de seis andares situado na estrada Norte de Bogotá à altura da rua 100, matou Patricia Gamboa, de 37 anos, que trabalhava em uma empresa de crédito para comprar automóveis e outros produtos.

As autoridades investigam se o atentado foi cometido em resposta ao não pagamento de extorsões, como nos casos ocorridos em setembro em uma loja do centro da capital colombiana. EFE gta/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG