Polícia colombiana diz que traficante morto era o outro gêmeo de Mejía Munera

Bogotá, 30 abr (EFE).- A Polícia da Colômbia esclareceu hoje que o traficante morto na terça-feira no noroeste do país foi Víctor Manuel Mejía Múnera e não seu irmão gêmeo Miguel Ángel, como informou inicialmente.

EFE |

O general Óscar Naranjo, diretor da Polícia, declarou a várias emissoras que a pessoa morta em Tarazá, a 600 quilômetros de Bogotá, foi o ex-paramilitar Víctor Manuel Mejía Múnera, objeto de um pedido de extradição dos Estados Unidos, que oferecia uma recompensa de 5 milhões de dólares por sua captura.

O oficial afirmou que Víctor Manuel estava refugiado em Tarazá, onde promoveu os protestos de cultivadores de coca realizados até a semana passada, que terminaram em distúrbios.

"Não tenho dúvida que Mejía Múnera tinha algo que ver com os protestos dos cocaleiros em Antioquia", disse Naranjo, para quem as manifestações tinham o objetivo de evitar a presença das tropas.

Víctor Manuel Mejía Múnera e outras duas pessoas foram mortos em uma operação da Polícia em um prédio entre as localidades de Caucasia e Tarazá.

Na mesma operação a Polícia prendeu três seguranças de Mejía Múnera, enquanto outros três escaparam. EFE gta/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG