Polícia colombiana detém ex-paramilitar acusado de massacre

Bogotá, 24 ago (EFE).- A Polícia colombiana deteve hoje em uma propriedade rural em Remedios, noroeste, departamento de Antioquia, um ex-paramilitar acusado de participar do massacre de sete camponeses em 1995, informaram as autoridades.

EFE |

Jesús Albeiro Guisao, conhecido como "El Tigre", se desmobilizou com o Bloco Norte das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC) e então foi peça-chave para conseguir a detenção do chefe paramilitar Evert Veloza, conhecido como "HH", que foi extraditado este ano aos Estados Unidos.

A Unidade de Direitos Humanos da Promotoria informou que "El Tigre" é acusado de homicídio agravado, tortura e desaparecimento forçado.

Guisao é acusado de participar do massacre de sete camponeses em 14 de setembro de 1995 na região de Urabá.

Ele será levado nas próximas horas a Medellín, capital do departamento de Antioquia, onde um promotor definirá sua situação judicial.

O paramilitar pertencia a uma das estruturas manuseadas por "HH", que, após ser extraditado aos EUA, confessou sua responsabilidade em 3 mil crimes vinculados ao tráfico de drogas. EFE ocm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG