Polícia colombiana detém 25 supostos membros das Farc

Bogotá, 20 out (EFE) - A Polícia colombiana deteve hoje 25 supostos membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e informou que foram desarticuladas a rede de milícias e o aparelho logístico e financeiro de uma frente que atua no centro do país.

EFE |

Segundo porta-vozes policiais, os detidos pertencem à frente 42 da guerrilha, conhecida como Manuel Cepeda Vargas, com influência nos departamentos de Cundinamarca e Meta.

Os detidos, acrescentaram as fontes, serão processados por rebelião, associação para cometer crime e extorsão.

A Polícia informou ainda que apreendeu "abundante material de intendência, equipamentos de comunicação, moeda nacional e estrangeira e veículos", indicou um comunicado da corporação.

Entre os detidos estavam Carlos Arturo Miranda, conhecido como "Pisahuevo", considerado "líder da rede de milícias e apoio logístico" da frente 42 das Farc, e Doney Lucinio Peña Murillo ou "Leo", responsável pelas cobranças "fruto das extorsões".

Também foi detido Luis Enrique Bernal ou "El loco", encarregado de queimar ônibus de empresas de transporte em Cundinamarca para pressionar o pagamento das extorsões e que fazia contas bancárias em nome de terceiros, para facilitar através das mesmas o pagamento dessas extorsões. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG