Polícia colombiana continuará busca de reféns das Farc

Bogotá, 16 jun (EFE).- A Polícia colombiana assegurou hoje que continuará com os trabalhos de busca e resgate dos seqüestrados pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), após as últimas declarações do esposo da ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, que previu boas notícias para os reféns.

EFE |

Segundo o diretor da Polícia colombiana, general Óscar Naranjo, a instituição policial, em cumprimento da "política integral do Governo e de instruções muito precisas do setor de Defesa, está comprometida com a localização, a busca e o resgate destas pessoas seqüestradas".

O general reiterou que a única responsável pela integridade dos seqüestrados é a guerrilha, exigiu a libertação imediata dos reféns e indicou que a "obrigação da Polícia é acumular informação e inteligência, e falar com as famílias para somar esforços".

Juan Carlos Lecompte, esposo de Betancourt, afirmou no domingo, em mensagem por rádio aos seqüestrados pelas Farc, que, após dialogar com o ex-refém Luis Eladio Pérez, acreditava que em poucos dias poderia haver uma boa notícia que alegraria a família e os amigos da ex-candidata presidencial.

Lecompte pediu ainda às Farc que entreguem para sua esposa as fotografias que no final de abril jogou de uma aeronave nas zonas onde alguns camponeses asseguram ter visto Betancourt.

Betancourt, que está seqüestrada há mais de seis anos, faz parte da lista de 40 reféns que as Farc pretendem trocar por 500 guerrilheiros detidos em prisões da Colômbia e Estados Unidos. EFE fer/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG