O traficante morto na terça-feira na Colômbia foi Víctor Manuel Mejía Múnera e não seu irmão gêmeo, Miguel Angel, como se anunciou originalmente, explicou nesta quarta-feira o chefe de polícia, general Oscar Naranjo.

Segundo o oficial, exames de impressão digital permitiram estabelecer a identidade do traficante morto, que assim como o irmão era objeto de um pedido de extradição dos Estados Unidos, que oferece por eles até cinco milhões de dólares.

Inicialmente o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, informou que se tratava de Miguel Angel, um dos líderes do grupo "Los Mellizos" ("Os Gêmeos"), considerados os maiores traficantes do país depois do assassinato em fevereiro de Wílber Varela, conhecido como 'Jabón', na Venezuela.

Naranjo explicou que a confusão aconteceu porque no imóvel onde a polícia surpreendeu Víctor Manuel, no município de Tarazá (noroeste), foram encontrados documentos do irmão.

"Eles tentavam permanentemente enganar as autoridades", disse, antes de afirmar que os traficantes também confundiam os próprios cúmplices.

axm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.