Polícia colombiana confisca granadas e munição que iam para líder das Farc

Bogotá, 29 ago (EFE).- O Exército colombiano e o Departamento Administrativo de Segurança (DAS) confiscaram hoje granadas e balas que seriam entregues ao líder militar das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Jorge Briceño Suárez, conhecido como Macaco Jojoy, informaram fontes oficiais.

EFE |

"Detetives do DAS e unidades da Polícia Militar do Exército Nacional expropriaram, próximo à capital do país, abundante material de guerra que, de acordo com a investigação, teria como destino final o 'bloco oriental' das Farc", segundo um comunicado oficial.

As granadas e a munição seriam transferidas em um caminhão de Bogotá ao departamento de Meta, na região central do país, onde seriam entregues a membros das Farc.

No total, foram encontradas 39 granadas e quase 5 mil balas de fuzil.

As fontes assinalaram que a interceptação do veículo com o arsenal foi possível graças a trabalhos de inteligência e a "informação fornecida por membros da rede de voluntários".

As granadas e balas estavam escondidas entre móveis e atrás da cadeira do motorista, que foi detido e cuja identidade não foi divulgada. EFE rrm/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG