alcoolizadas - Mundo - iG" /

Polícia britânica vai distribuir chinelos a alcoolizadas

Policiais da cidade de Torbay, no condado de Devon, na Inglaterra, vão distribuir chinelos de graça para mulheres que estiverem muito alcoolizadas para voltar para casa em salto alto. O objetivo do projeto, uma iniciativa da polícia e da prefeitura local, é reduzir o número de ferimentos causados por sapatos perigosos.

BBC Brasil |

Torbay é uma cidade portuária e turística cuja vida noturna representa um importante aspecto da economia.

"Algumas vezes, as pessoas ficam bêbadas e você vê que elas estão usando sapatos pouco confortáveis, inadequados e sujos. Nós consultamos pessoas que trabalham nas áreas de economia noturna e essa é apenas uma medida para garantir a segurança das pessoas", disse Adrian Leisk, da Polícia de Devon e Cornuália.

Ativistas da organização The Taxpayers' Alliance (A Aliança dos Contribuintes, em tradução livre) disse que o projeto é um "desperdício idiota de dinheiro".

"As pessoas não pagam impostos para que mulheres bêbadas ganhem chinelos de graça, elas querem que a polícia combata crimes", disse o representante da organização, Matthew Elliott.

O esquema terá início no mês que vem e faz parte de um projeto que vai custar 30 mil libras esterlinas (cerca de R$ 100 mil). Mas, segundo Leisk, apenas 200 libras esterlinas (cerca de R$ 690) serão usadas para a compra dos chinelos.

Os chinelos terão mensagens sobre o limite de álcool considerado seguro.

A polícia afirma também que o esquema faz parte de um pacote de medidas amplo e que a maior parte do dinheiro será usada no fornecimento de informações sobre sexo seguro e para ampliar o trabalho de equipes especiais para reduzir crime no local.

Segundo Leisk, uma nova equipe de combate ao crime formada por policiais e voluntários será empregada para atender pessoas consideradas vulneráveis, especialmente mulheres, que precisem de ajuda.

O dinheiro também será usado, segundo Leisk, para prolongar uma campanha de distribuição de preservativos e cupons para a compra de alarmes contra estupro.

Um outro projeto na cidade emprega policiais que dão ordens para que pessoas que urinam nas ruas limpem a sujeira que fizeram.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG