Polícia britânica reforça segurança de esposa do chefe da BP por ameaças

O executivo-chefe da empresa foi criticado por sua gestão após o vazamento de petróleo no Golfo do México

EFE |

A Polícia britânica reforçou a segurança em torno da esposa do executivo-chefe da empresa British Petroleum (BP), Tony Hayward, após a família receber ameaças pelo vazamento de petróleo no Golfo do México.

A esposa de Hayward, Maureen, foi alvo de ameaças, conforme ela mesma declarou hoje à imprensa britânica, por parte de ativistas radicais.

"Algumas pessoas de minha família receberam ligações telefônicas desagradáveis e também nos chegaram cartas de alguns grupos. Tony (Hayward) está fora (nos Estados Unidos), a milhares de quilômetros de distância e isso é intranquilizador", explicou Maureen.

Segundo fontes da Polícia britânica, há uma operação em andamento para proteger a residência familiar, à qual só se pode ter acesso por uma estrada privada.

Hayward, de 53 anos, foi criticado por sua gestão da crise surgida após o vazamento de petróleo no Golfo do México e por ter minimizado as consequências ambientais da catástrofe.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG