Polícia britânica passa informações confidenciais aos pais da pequena Maddie

A polícia britânica aceitou nesta segunda-feira entregar aos pais de Madeleine McCann alguns elementos do caso sobre o desaparecimento de sua filha, no sul de Portugal em maio de 2007, para permitir aos detetives particulares que contrataram examiná-los.

AFP |

Em contrapartida, Kate e Gerry McCann desistiram do processo que moviam na justiça para obrigar a polícia do Leicestershire, o condado do centro da Inglaterra onde vivem, a lhes comunicar estas informações.

"Kate e Gerry McCann estão satisfeitos com este acordo", declarou o porta-voz do casal, Clarence Mitchell.

A polícia britânica tinha começado a colaborar na investigação pouco depois do desaparecimento, em 3 de maio de 2007, de Madeleine McCann, então com três anos, de um complexo turístico do balneário de Praia da Luz, no sul de Portugal.

Os McCann organizaram uma ampla campanha internacional para reencontrar sua filha, que afirmam ter sido seqüestrada. No entanto, a polícia portuguesa privilegia a tese da morte da criança, e chegou a acusar o casal de ter matado Maddie acidentalmente e se livrado do corpo.

Além do casal McCann, outro britânico, Robert Murat, residente em Portugal, foi indiciado há mais de um ano.

O relatório da Polícia Judicial portuguesa foi entregue no início de julho ao ministério público, que deve decidir se continua ou encerra a investigação.

cyb/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG