Polícia britânica indenizará suspeito de ser terrorista

Londres, 18 mar (EFE).- A Polícia Metropolitana de Londres (MET) aceitou hoje indenizar em 60 mil libras (cerca de 64 mil euros) um suspeito de ser terrorista detido em uma operação policial e contra o qual nunca foram apresentadas acusações.

EFE |

Em audiência perante o Tribunal Superior de Londres, a advogada do acusado, Phillippa Kaufmann, explicou que Babar Ahmad foi submetido a "abusos de caráter religioso" e a situações de "violência prolongada, gratuita, grave e injustificada" após ser detido, em dezembro de 2003.

Ahmad, um analista de informática de 34 anos, foi detido durante uma operação em sua casa no bairro de Tooting, sudoeste de Londres, mas nunca foi acusado formalmente.

Durante o julgamento, a advogada do acusado assegurou que seu cliente foi arrastado pelas algemas e agarrado pelo pescoço, entre outros maus-tratos.

Kaufmann disse que a violência empregada pelo Grupo de Apoio Territorial da MET teve o objetivo de humilhar seu cliente e de fazê-lo temer por sua vida.

A Polícia chegou a negar que Ahmad, nascido em Londres e de origem paquistanesa, tivesse sido pisoteado, agarrado pelos testículos e recebido joelhadas dentro da caminhonete policial.

Além de seu litígio com a MET, Ahmad está à espera da decisão sobre um recurso de extradição aos Estados Unidos - autorizada pelo Reino Unido em 2005 -, país que quer prendê-lo por supostamente dirigir sites para incitar a guerra santa e arrecadar fundos para os talibãs no Afeganistão. EFE jm/bba/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG