Polícia boliviana detém 4 brasileiros por desmatamento

La Paz, 20 jul (EFE).- As autoridades da Bolívia detiveram quatro brasileiros e um boliviano que exploravam ilegalmente florestas na cidade amazônica de Cobija, na fronteiriça com o Brasil, informou hoje o Governo de La Paz.

EFE |

Em entrevista coletiva, o vice-ministro de Terras, Alejandro Almaraz, disse que a Promotoria do departamento de Pando, cuja capital é Cobija, inspecionou na quinta-feira passada a serraria em que os cinco detidos trabalhavam, no município de Santa Rosa del Abuná.

No local, promotores e agentes da Polícia encontraram uma infraestrutura montada para até 20 operários trabalharem. Três tratores, dois caminhões, serras e dezenas de troncos de defirentes árvores da região foram apreendidos.

Os quatro brasileiros detidos não portavam documentos, vistos de permanência no país nem contratos de trabalho. Já o boliviano preso é o engenheiro florestal Moisés Navía Escada, administrador da serraria.

A Promotoria investiga ainda os supostos proprietários do local, os bolivianos Guillermo e Alejandro Crooker Muñoz.

Na região de Pando, cuja densidade demográfica é muito baixa, há vários assentamentos de brasileiros, alguns ilegais.

O vice-ministro Almaraz disse hoje que a elite boliviana de Pando fomentou a presença de brasileiros na região, apesar de haver vários camponeses bolivianos e pobres sem acesso a terras. EFE ja/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG