Polícia boliviana apreende 630 quilos de cocaína que viriam ao Brasil

LA PAZ - A Polícia da Bolívia apreendeu na região de Santa Cruz, no leste do país, 630 quilos de cocaína que estavam escondidos em um caminhão que supostamente seguia para o Brasil e cujo motorista foi detido, informou hoje à Agência Efe uma fonte oficial.

EFE |

O diretor-geral da Força Especial de Luta Contra o Narcotráfico (FELCN), coronel René Sanabria, explicou que a apreensão aconteceu no último domingo em Santa Rosa de la Roca, na cidade de Velasco, departamento de Santa Cruz, a cerca de 60 quilômetros da fronteira com o Brasil.

O motorista do caminhão, de 41 anos e detido na operação, é reincidente e cumpria pena de oito anos por tráfico de drogas, disse Sanabria.

O acusado foi detido pela primeira vez em abril de 1997 por transporte de produtos químicos e cocaína.

Apreensões recordes

Neste ano, a FELCN bateu recorde de apreensões de narcóticos com mais de 24,5 toneladas de drogas apreendidas, inclusive pasta base, cloridrato de cocaína, maconha, químicos, líquidos e folha de coca moída destinada ao narcotráfico, afirmou o coronel.

Este número supera as 18 toneladas de cocaína confiscadas em todo o ano passado.

Estas apreensões, assim como a destruição de cinco laboratórios de cristalização de drogas e a captura de seis aviões usados pelo narcotráfico, aconteceram em 8.551 operações, nas quais 2.936 pessoas de diferentes nacionalidades foram detidas, informou o diretor-geral da FELCN.

Para Sanabria, os avanços na luta contra as drogas se devem, entre outros fatores, "à maior e permanente troca de informação com as forças antinarcóticos de outros países e às operações coordenadas nas fronteiras, especialmente de Argentina, Chile, Peru e Brasil".

Por departamentos, a maior parte das operações aconteceu em Santa Cruz, Pando, Cochabamba e La Paz.

Leia mais sobre Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG