Advogado de Fritzl diz que ele não é responsável por seus atos " / Advogado de Fritzl diz que ele não é responsável por seus atos " /

Polícia austríaca diz que quebra-cabeça do caso de Elizabeth está quase resolvido

Está quase resolvido o quebra-cabeças do seqüestro de Elisabeth Fritzl, que passou 24 anos encarcerada no porão de sua casa na cidade austríaca de Amstetten pelo pai, que a estuprava e teve sete filhos com ela, uma semana após este crime hediondo ter vindo à tona, afirmou o responsável pelas investigações, Franz Polzer, em entrevista publicada neste domingo pelo jornal austríaco Kurier. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/04/advogado_de_fritzl_diz_que_ele_nao_e_responsavel_por_seus_atos_1296771.html target=_topAdvogado de Fritzl diz que ele não é responsável por seus atos

AFP |

Clique na imagem e veja o infográfico sobre o crime (AFP)

"Nosso quebra-cabeça está quase completo", declarou, dizendo que não existe "nenhum indício" de que o suspeito, Josef Fritzl, de 73 anos, tenha agido com cúmplices.

Polzer chama de fantasiosos os depoimentos publicados na imprensa garantindo que uma segunda pessoa, possivelmente a esposa de Fritzl, teria sido vista perto do porão em companhia do marido.

"Sabemos bastante, de fato, e graças às nossas informações estamos colocando as coisas em ordem neste caso", afirmou.

O investigador confirmou à agência APA que os detalhes sobre o seqüestro publicados um dia antes pela revista alemã Der Spiegel estavam corretos.

AFP
Fritzl prendeu sua filha por 24 anos
Citando declarações da vítima à polícia no dia de sua libertação, 26 de abril, a Der Spiegel informou que o seqüestro começou no dia 28 de agosto de 1984, quando a jovem Elisabeth tinha 19 anos. Desde esse dia até 1993 ela viveu em apenas um quarto, onde era estuprada com freqüência pelo pai. Seus três primeiros filhos nasceram no mesmo local em 1988, 1990 e 1992.

Em sua entrevista ao Kurier, Polzer confirmou que Fritzl transformou o sótão "antes de escolher uma de suas filhas" para seqüestrar em 1984.

Leia também:

Saiba mais sobre: seqüestro



    Leia tudo sobre: fritzl

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG