Polícia australiana encontra 2,7 toneladas de cocaína com origem no Brasil

A droga estava escondida em um contêiner

EFE |

A Polícia australiana interceptou em Melbourne uma carga de 2,7 toneladas de cocaína escondida em um contêiner procedente do Brasil.

O carregamento, o maior interceptado no estado de Victoria e o quinto maior da Austrália, está avaliado no mercado negro em US$ 200 milhões.

As autoridades se valeram de instrumentos de raios X para detectar a presença de 271 bolsas de cocaína durante uma inspeção após a chegada de um navio em Melbourne em 19 de agosto. A operação foi completada posteriormente com uma entrega controlada de 60 quilos de cocaína em Melbourne, pelo que a Polícia deteve um homem e confiscou 229.100 dólares locais em dinheiro.

Três pessoas foram detidas, um australiano e dois chineses, que deverão comparecer aos tribunais podendo até pegar cadeia perpétua por importar droga. Os australianos estão entre os maiores consumidores per capita de drogas ilícitas no mundo e um quilo de cocaína pode custar até 250 mil dólares locais, 100 vezes mais que seu preço na América do Sul.

AFP
Foram encontrados 271 pacotes em um contêiner procedente do Brasil

    Leia tudo sobre: AUSTRÁLIA NARCOTRÁFICO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG