Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Polícia atribui às Farc explosões de quinta-feira em Bogotá

Bogotá, 24 out (EFE) - O diretor da Polícia de Bogotá, general Rodolfo Palomino, atribuiu hoje às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) a ativação de seis explosivos na capital colombiana, que deixaram 16 feridos. Há, por trás disto, uma só autoria que nos leva a pensar que teriam sido as Farc (que causaram as explosões), disse o militar hoje a jornalistas. Além disso, ele descartou que os organizadores de uma greve realizada na quinta-feira pelos funcionários públicos no país tenham tido a ver com essas ações terroristas. Palomino disse que as autoridades chegaram à conclusão de que as Farc haviam sido as autoras das explosões de baixa intensidade em setores do norte e do oeste de Bogotá, após análises de inteligência e do padrão similar comum da guerrilha em outras ações terroristas. O militar se referiu a recentes capturas de supostos membros da frente 53 das Farc em Bogotá e à apreensão de explosivos e morteiros com os quais, segundo ele, foi possível impedir uma série de atentados. O general Palomino explicou que, na própria quinta-feira, destacou-se que, enquanto as passeatas iam por um setor, os atos terroristas foram cometidos em outras zonas da cidade. Também lembrou que as autoridades ofereceram uma recompensa de 50 milhões de pesos (US$ 21.177) por informação que leve à captura dos autores dos atentados.

EFE |

EFE rrm/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG