Polícia argelina descobre plano da Al Qaeda para seqüestrar alemães

Argel, 7 jan (EFE).- Os serviços de segurança argelinos desmantelaram nos últimos dias um plano elaborado pela organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) para seqüestrar cidadãos alemães que trabalham em Argel, informou hoje a imprensa local.

EFE |

As fontes explicaram que membros de uma célula da AQMI na capital argelina deviam seqüestrar os cidadãos alemães, que trabalham como técnicos em diferentes empresas encarregadas das obras do metrô de Argel.

Esta célula pretendia dar um golpe de efeito, já que pretendia realizar sua ação coincidindo com as comemorações de fim de ano, revelou uma fonte dos serviços de segurança.

Além disso, os terroristas tinham preparado uma série de atentados com bomba contra edifícios oficiais, mas a intervenção das forças de segurança desbaratou estes planos.

A operação acabou com 11 membros da célula detidos, todos eles originais de bairros populares de Argel, enquanto outras sete pessoas estão foragidas e, segundo a fonte dos serviços de segurança, teriam conseguido chegar aos refúgios que a AQMI tem nas montanhas da região da Cabília.

Durante os interrogatórios, os 11 detidos revelaram a identidade dos alemães que seriam seqüestrados e sua intenção de pedir o pagamento de um resgate. EFE sk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG