Polícia alemã dispersa protesto contra aterro nuclear

Berlim, 10 nov (EFE).- A Polícia alemã liberou hoje o último trecho de estrada até o cemitério nuclear de Gorleben, no norte do país, no qual oito ativistas permaneciam presos a blocos de concreto para impedir a passagem de um comboio de resíduos atômicos.

EFE |

Após horas de complexa tarefa, os agentes conseguiram despejar dos blocos os manifestantes, em uma nova ação para deter o transporte de resíduos procedentes da usina de reprocessamento de Hague, na França.

A ação dos ativistas terminou depois de uma longa jornada de bloqueios contra o comboio, que partiu da França na sexta-feira e se viu obstaculizado em todo o trajeto por território alemão por maciças ações de protesto.

O último trecho entre a cidade de Dannenberg e o cemitério, de 20 quilômetros por estrada, se caracterizou por contínuos enfrentamentos entre Polícia e manifestantes.

O comboio de resíduos tinha sido obstaculizado por todo tipo de ações e protestos desde que entrou na Alemanha pelo sul do país, no sábado, até chegar a Dannenberg.

A idéia da chanceler alemã, Angela Merkel, de revisar o plano de fechamento das usinas nucleares estipulado por seu antecessor, o social-democrata Gerhard Schröder, revitalizou os protestos.

A isso se une várias avarias registradas em outro depósito nuclear, em Asse, além disso, catalogado de provisório como Gorleben, sem que até agora se tenha decidido a localização de um cemitério definitivo. EFE gc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG