Policia afegã acusa Taleban de decapitar 11 civis

Ao menos 79 soldados já morreram nas primeiras três semanas do mês de junho no país

AFP |

A polícia afegã acusou nesta sexta-feira militantes do grupo Talebab de terem decapitado 11 civis encontrados mortos na quinta-feira no centro do Afeganistão, segundo o chefe da polícia local, Mohammad Gulab. As mortes ainda não foram reivindicadas.

Geralmente os rebeldes islamitas decapitam as pessoas consideradas espiãs das forças afegãs ou internacionais.

Durante os últimos três anos, o Taleban intensificou consideravelmente sua insurreição, apesar da presença de 140.000 soldados das forças internacionais no Afeganistão.

Junho é o mês mais violento

Com 79 mortos em três semanas, junho já é mais letal para as forças internacionais nos oito anos e meio que dura a guerra no Afeganistão, segundo um cálculo da agência AFP após anúncio da Otan sobre a morte de outros quatro de seus soldados na quarta-feira.

No total, dez soldados das forças da Otan (Isaf) morreram na quarta-feira. Seis deles na explosão de bombas, tiroteios e um acidente e, segundo informou a Isaf, nesta quinta outros quatro militares perderam a vida num acidente de carro no sul do país.

Com 79 mortes, junho é assim o mês mais violento para as forças estrangeiras desde o início da intervenção no Afeganistão no final de 2001, que derrubou o Taleban.

Os meses mais sangrentos para a Otan haviam sido, até o momento, julho (76 mortos), agosto (77), setembro (70) e outubro (74) de 2009, segundo as cifras do site independente icasualties.org.

    Leia tudo sobre: TalebanAfeganistãoOtanatentado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG