Polícia acha corpo que seria de professor que matou 3 nos EUA

Washington, 9 mai (EFE).- A Polícia encontrou o corpo de um homem que provavelmente é George Zinkhan, o professor da Universidade da Geórgia acusado de assassinar a esposa e outros dois membros de um grupo de teatro local que a mulher dirigia.

EFE |

"O corpo corresponde à descrição do indivíduo que buscamos", disse hoje em coletiva de imprensa o chefe policial do Condado de Athens-Clarke (Georgia), Joseph Lumpkin.

O corpo estava escondido com terra e galhos em uma região de floresta a pouco mais de 1 quilômetro de distância do local onde foi encontrado o carro de Zinkhan, em 1º de maio.

Cães da Polícia acharam o corpo, junto ao qual havia duas armas que assimilam às que foram usadas em 25 de abril, quando aconteceram os assassinatos.

O crime ocorreu nas imediações do teatro comunitário Athens, onde se reunia o grupo local Town and Gown Players, que era dirigido pela esposa do suposto assassino, Marie Bruce, uma advogada de 47 anos.

Após discutir com ela, Zinkhan, de 57 anos, se dirigiu ao carro e retornou com duas armas, com as quais matou a mulher e outros dois integrantes do grupo, Tom Tanner, de 40 anos, e Ben Teague, segundo a Polícia.

A Polícia acredita que no veículo estavam os dois filhos do casal, de 8 e 10 anos, que foram deixados na casa de vizinhos pelo professor antes da fuga. EFE cma/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG