Polícia acha corpo que pode ser de chilena desaparecida nos EUA

Washington, 7 ago (EFE).- A Polícia da cidade americana de Morgantown, na Virgínia Ocidental, encontrou hoje, em um rio local, um cadáver que pode ser da estudante chilena Carmen Gloria Sánchez, desaparecida desde segunda-feira.

EFE |

"Até agora não foi feita nenhuma identificação positiva e as investigações continuam", disse o Departamento de Polícia de Morgantown.

A nota divulgada pelas autoridades diz que, como o corpo foi achado fora da jurisdição da Polícia de Morgantown, foi solicitada a intervenção no caso da Polícia do estado da Virgínia Ocidental.

O comunicado não dá detalhes sobre o estado do corpo nem sobre as causas que podem ter causado a morte da mulher encontrada.

Três horas antes da descoberta, uma porta-voz da Polícia tinha dito à Agência Efe que os investigadores haviam intensificado os esforços para encontrar a estudante desaparecida.

Sánchez, que estuda inglês em uma universidade do estado, foi vista pela última vez na tarde de segunda-feira, depois de comer com um grupo de amigos em um restaurante.

Um comunicado do centro de ensino indicava que a Polícia local já havia sido alertada do ocorrido e que aqueles que tenham alguma pista devem procurar as autoridades.

A mulher, de 36 anos, chegou aos Estados Unidos procedente de Coyhaique, no sul do Chile. EFE ojl/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG