BOSTON (Reuters) - A polícia passou a procurar, nesta segunda-feira, o assassino que escondeu um corpo encontrado dentro de um laboratório, e investigadores acreditam ser de uma estudante de graduação da universidade de Yale, que desapareceu na semana passada. A vítima se casaria no domingo e a descoberta desconcertou alunos na universidade de Ivy League, onde o novo ano acadêmico acaba de começar.

Investigadores, munidos da planta de um edifício vigiado por 75 câmeras e acessível somente por meio de cartão de identificação da universidade, encontraram o corpo no domingo depois de uma intensa busca que durava cinco dias, afirmou a polícia de New Haven.

Os policiais ainda não identificaram oficialmente o corpo, mas um oficial graduado e a Universidade de Yale suspeitam que sejam de Annie Le, estudante de 24 anos de farmacologia. Ela planejava se casar com o namorado, também da faculdade, no domingo e foi vista pela última vez entrando no edifício, em que trabalhou na terça-feira.

"Estamos supondo que dessa vez é ela", disse o assistente-chefe de polícia Peter Reichard em entrevista à imprensa no domingo, sem dar mais detalhes.

Estudantes amigos começaram a deixar flores na cerca perto do edifício onde Le trabalhava e uma vigília está planejada para a noite desta segunda-feira.

(Reportagem de Svea Herbst-Bayliss)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.