Polêmica na Itália por libertação do autor do atentado de Bolonha de 1980

A libertação do italiano Valerio Fioravanti, ex-membro do neofascista Núcleo Armado Revolucionário (Nar, ultradireita) condenado à prisão perpétua pelo atentado de 1980 contra a estação de trens de Bolonha (norte) que deixou 85 mortos, motivou nesta segunda-feira grande polêmica na Itália.

AFP |

Dirigentes políticos e familiares de vítimas reagiram contra sua libertação, no dia seguinte de completados 29 anos do atentado, praticado no dia 2 agosto de 1980.

Fioravanti, condenado em 1995 junto da esposa Francesca Mambro como autores materiais do atentado, ficou em liberdade em abril passado beneficiando-se das benevolências previstos na legislação para todos os detidos, inclusive para os condenados à prisão perpétua. Sua mulher sairá em 2013.

kv/gc/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG