Polêmica Miss Califórnia perde a coroa por violações de contrato

Los Angeles (EUA.), 10 jun (EFE).

EFE |

- A atual Miss Califórnia, Carrie Prejean, cujas declarações contra o casamento homossexual causaram grande polêmica, foi destronada, informou hoje a empresa que organizado o concurso.

Um porta-voz da empresa K2 Productions, que organiza o evento sob licença de Miss Universo, disse hoje que a decisão deve-se a "contínuas violações do contrato".

Antes, o canal de televisão "Fox News" informou que a jovem não participou de certos eventos relacionados ao concurso de beleza.

A decisão foi anunciada um mês após Donald Trump, proprietário do concurso, anunciar que a jovem, de 21 anos, manteria a coroa apesar das declarações que fez na seleção e de fotos nas quais aparece de topless e que foram tiradas na adolescência da modelo.

Ela deveria ter comunicado a existência dessas imagens à organização do evento.

"Deu uma resposta sincera a uma pergunta difícil", defendeu Trump.

Prejean foi perguntada durante o concurso Miss Estados Unidos sobre sua opinião sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

"O casamento deveria ser algo entre um homem e uma mulher, sem ofensas", disse Prejean, em resposta à pergunta do famoso blogueiro Perez Hilton, homossexual declarado e um dos jurados do concurso de beleza, realizado em abril em Las Vegas.

Segundo o jornal "Los Angeles Times", a finalista no concurso de Miss Califórnia, Tami Farrell, é a nova detentora da coroa. EFE mg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG