Poder eleitoral ratifica vitória governista no estado natal de Chávez

Caracas, 25 nov (EFE).- O presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) venezuelano, Vicente Díaz, afirmou hoje que os resultados da votação no estado de Barinas, onde a oposição tinha denunciado fraude, refletem a tendência irreversível da vitória do candidato governista.

EFE |

"Os números indicam que os resultados no estado de Barinas são irreversíveis, faltando cerca de três mil votos a serem apurados, e a distância a favor de Adán Chávez é de mais de 18 mil votos", explicou Díaz em coletiva de imprensa, na sede do CNE em Caracas.

O dissidente do oficialismo e candidato ao governo de Barinas, Julio César Reyes, havia denunciado, nesta segunda-feira, uma suposta "fraude" nas eleições de domingo, nas quais, segundo os resultados oficiais, Adán, irmão do presidente Hugo Chávez, havia vencido.

Reyes pediu a seus eleitores que "permaneçam nas ruas de forma cívica, em vigília e com panelaços" para "defender a vontade" de Barinas, no sudoeste do país e estado natal do presidente venezuelano.

Fora isso, Díaz negou que algum canal de televisão tenha dado resultados antes do Diário Oficial dado pelo CNE, como denunciou o governante venezuelano.

Na coletiva, o presidente do CNE destacou a rapidez do poder eleitoral venezuelano, já que foram dados "os resultados em tempo recorde".

"Os eleitores tinham que selecionar um mínimo de quatro votos e um máximo de 10", explicou, após ressaltar que "em horas" tiveram que contabilizar "entre 40 e 50 milhões de votos".

O principal órgão eleitoral venezuelano possuía "os resultados de tendências irreversíveis desde muito cedo em vários estados", afirmou. EFE afs/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG