Poder eleitoral colombiano aprova assinaturas para reeleição de Uribe

Bogotá, 10 set (EFE).- A Registradora Nacional da Colômbia, organismo eleitoral do país, admitiu hoje quase quatro milhões de assinaturas colhidas pelos partidários de uma segunda reeleição do presidente Álvaro Uribe, para pedir um referendo que respalde essa possibilidade, informou a entidade.

EFE |

O órgão certificou que as assinaturas entregues pelos promotores do referendo no dia 11 de agosto se verificaram e superaram 5% do censo eleitoral, com o que se pode continuar o processo para modificar a Constituição e buscar o referendo que legitime a nova reeleição.

O Comitê de Promotores do Referendo procura a reforma de um artigo da Constituição colombiana para buscar uma segunda reeleição de Uribe, eleito pela primeira vez em 2002.

O chefe do Estado colombiano foi reeleito em 2006 por outros quatro anos depois de uma reforma da Carta Magna, que não previa a reeleição do governante para o período imediato.

Após cumprir-se o requisito, o Comitê Promotor poderá apresentar um projeto legislativo no Congresso para que se decida a iniciativa popular.

A contratação de pessoal extraordinário para o referendo custa cerca de US$ 800.000 e o mês passado o registrador nacional, Carlos Ariel Sánchez, advertiu que seu escritório não tem recursos para financiá-lo. EFE gta/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG