Assunção, 13 fev (EFE).- As autoridades paraguaias destruíram 28 hectares de maconha no primeiro dia da operação Nova Aliança II que é realizada no departamento de Amambay, nordeste do país e na fronteira com o Brasil, informaram hoje fontes oficiais.

A operação, realizada com observadores da Polícia Federal brasileira, aconteceu em Cadete Boquerón, a 40 quilômetros de Capitán Bado e a 15 da linha de fronteira com o estado do Mato Grosso do Sul.

"A presença da Polícia brasileira responde ao espírito de recíproca colaboração, baseado na mútua confiança entre ambas as instituições e também pelo país vizinho ser o principal mercado da maconha paraguaia", afirma em comunicado a Secretaria Nacional Antidrogas (Senad).

O texto indica que na área foram detectadas 11 plantações de maconha em etapa de crescimento, que totalizaram 28 hectares e meio, sendo destruídos 4 acampamentos e duas prensas para compactar a droga.

A operação Nova Aliança II se prolongará por vários dias, nos quais se planeja destruir grande quantidade de plantações de maconha em Amambay, Canindeyú, na fronteira com o Brasil, e San Pedro, centro. EFE lb/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.