grosseiro , dizem autoridades - Mundo - iG" /

Plano para matar Obama era grosseiro , dizem autoridades

Washington, 28 out (EFE).- O plano de dois racistas brancos para matar o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, e uma centena de estudantes negros era muito grosseiro e desorganizado para ter sucesso, disseram hoje autoridades do estado do Tennessee.

EFE |

Paul Schlesselman, de 18 anos, e Daniel Cowart, de 20, foram acusados formalmente de conceber esse plano, e para isso contavam com armas, segundo documentos apresentados pelas autoridades.

Segundo especialistas, os acusados nunca esconderam suas intenções, e diziam "a quem quisesse ouvir" que pretendiam matar Obama.

Além disso, eles mostravam várias fotografias para provar que pretendiam dar prosseguimento ao plano, sendo que em uma delas Coward aparecia com uma metralhadora com mira telescópica.

"Sem dúvidas, eles tinham armas terríveis e planos terríveis, mas é difícil levá-los a sério com suas atitudes", afirmou Mark Potok, diretor de um centro jurídico do Tennessee.

Consultado sobre a possibilidade de os conspiradores conhecerem atividades ou planos de Obama, um agente policial que pediu para não ser identificado disse que não acreditava que eles "estivessem em posse desse nível de detalhes". EFE ojl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG