Pivô de escândalo diz estar decepcionada com Berlusconi

BUENOS AIRES - Patrizia DAddario, a jovem que afirma ter recebido para participar das festas organizadas pelo primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, afirmou hoje à televisão argentina que ele a decepcionou, mas disse que il Cavaliere é muito simpático e um showman.

EFE |

Reprodução

A jovem Patrizia D'Addario

Em entrevista concedida ao canal de notícias argentino "C5N", a acompanhante negou qualquer interesse político por trás do escândalo.

"Que pensem o que quiserem", afirmou ao ser perguntada sobre aqueles que asseguram que a difusão das gravações dos encontros que manteve com Berlusconi são uma vingança política.

Sobre as gravações, D'Addario disse que leva "sempre" um gravador após ter sofrido "uma má experiência pessoal" e revelou que era "artista" antes de trabalhar como garota de programa de luxo.

A mulher reiterou que conheceu Berlusconi graças ao empresário Giampaolo Tarantini e que, na primeira noite, o primeiro-ministro da Itália lhe ofereceu "trabalhar em uma de suas televisões", o que ela recusou.

O mesmo fez quando lhe ofereceram ficar para dormir. "O acordo era ficar somente para o jantar, para o que me pagaram 2 mil euros", afirmou.

D'Addario disse que no segundo encontro que manteve, "semanas depois", dormiu com Berlusconi e insistiu em que após virem a público os encontros com o primeiro-ministro da Itália, um grupo de pessoas invadiu e revirou sua casa.

Leia mais sobre Silvio Berlusconi

    Leia tudo sobre: escândaloitáliasexosilvio berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG