Em uma partida emocionante, o Pittsburgh Steelers venceu o Arizona Cardinals por 27 a 23 neste domingo e entrou para a história do futebol americano como maior vencedor do Super Bowl, com seis títulos, em partida no Raymond James Stadium de Tampa, na Flórida.

Com 43 edições disputadas contando com a de hoje, a final da Liga de Futebol Americano (NFL) é um dos eventos mais populares dos Estados Unidos e mobiliza milhões de pessoas, além de gerar milhões de dólares em ações ligadas ao jogo, como propagandas de televisão.

Criada no ano de 1933 em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia, a equipe já jogou sete vezes a final e tinha vencido cinco: em 1974, 1975, 1978, 1979 e 2005. Com a conquista de hoje, o Steelers supera Dallas Cowboys e San Francisco 49ers, que tinham o mesmo número.

O quarterback Ben Roethlisberger, grande estrela do time, sagrou-se campeão pela segunda vez, pois participou do título de 2005. Conhecido como "Big Ben", ele foi um dos destaques da vitoriosa campanha deste ano.

A equipe dominou o Cardinals desde o início, mas a partida foi para o intervalo com placar de 14 a 7. No segundo quarto, o Pittsburgh estabeleceu o novo recorde de recuperação de bola em touchdown num Super Bowl, de 100 jardas, com o linebacker James Harrison.

O Cardinals mostrou certo nervosismo por disputar o Super Bowl pela primeira vez na história.

A presença do Arizona na final já foi considerada uma grande zebra, pois o time teve a pior campanha entre os 12 classificados aos playoffs. Na última temporada, por exemplo, foi apenas nono na conferência.

O último quarto do Super Bowl começou repleto de indefinições e foi um dos mais emocionantes dos últimos tempos. O Arizona conseguiu diminuir a desvantagem para 20 a 14 a cerca de oito minutos para o fim da partida, com Larry Fitzgerald.

O Pittsburgh perdeu a chance de atacar em seguida e ainda se complicou com uma falta pessoal, permitindo que o Arizona pressionasse mais.

Entretanto, o veterano quarterback Kurt Warner, do Cardinals, errou o ataque decisivo e desperdiçou a chance de virar o placar. Na retomada da bola, o Pittsburgh conseguiu tirá-la de seu campo de defesa, mas foi punido novamente e o placar caiu para 20 a 16.

Aí veio a surpresa: o Cardinals teve mais um ataque e conseguiu virar o marcador para 23 a 20, ficando mais perto da inédita conquista.

Mas o Pittsburgh mostrou determinação e "Big Ben" conseguiu um touchdown perfeito com 35 segundos para o fim, confirmando um título mais que merecido.

Leia mais sobre: Super Bowl

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.