verdes - Mundo - iG" /

Pittsburgh recebe líderes do G20 em edifícios verdes

PITTSBURGH - A cidade de Pittsburgh amanheceu cinzenta e em meio a grandes medidas de segurança para receber nesta quinta-feira os líderes do Grupo dos Vinte (G20, os países ricos e os principais emergentes), que terão um jantar de trabalho em um emblemático edifício ecológico e que se reunirão amanhã no centro de convenções mais verde do país.

Redação com agências internacionais |

O jardim botânico Phipps, sede do jantar, é um edifício de vidro de origem vitoriana construído em 1893, considerado o "coração verde de Pittsburgh" e um modelo de inovação ecológica.

Suas instalações se transformaram em um símbolo da transformação de Pittsburgh, capital durante décadas da indústria siderúrgica dos EUA, na qual durante anos só era possível ver o sol quando os empregados metalúrgicos estavam em greve.

A crise do setor siderúrgico forçou a cidade a se reinventar, o que a levou a apostar na pesquisa em áreas como a biomedicina e a desenvolver uma consciência ambiental.

O Centro de Convenções David L. Lawrence, que recebe milhares de jornalistas e será a sede da cúpula dos líderes do G20, é outro exemplo desse esforço ecológico.


Centro de convenções onde será a reunião do G20 / AP

Construído em 2003 às margens do Rio Allegheny, o edifício, que custou US$ 375 milhões, tem um sistema de ventilação natural que utiliza as correntes de ar fresco do rio para os sistemas de ar condicionado.

Os gerentes do centro levaram esse espírito ecológico até a cozinha, onde são usados sacos plásticos biodegradáveis e onde as sobras de alimentos servem como adubo orgânico.

A água do imóvel também é reciclada para ser reutilizada nos banheiros.

A cúpula do G20

A reunião do G20 começa nesta quinta-feira na cidade americana de Pittsburgh em meio a divergências que perduram desde o encontro de abril do bloco, em Londres.

A cúpula, que reune os países mais ricos do mundo e as principais economias emergentes, ocorre dias após os Estados Unidos terem imposto uma tarifa de 35% sobre pneus produzidos na China, gerando protestos por parte dos asiáticos.

Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve chegar a Pittsburgh por volta de 12h, após vir de Nova York, onde participou da Assembleia Geral da ONU.

Logo após a chegada, ele será um dos convidados de um almoço com outros chefes de Estado.

A tarde, ele se encontra com sindicalistas americanos e à noite, participa de um jantar oferecido pelo presidente Obama aos chefes de Estado presentes à cúpula.

* Com EFE e informações da BBC

Leia mais sobre: G20

    Leia tudo sobre: g20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG