Píton escapa de aquário doméstico e mata menina nos EUA

Uma menina de dois anos foi estrangulada e morta por uma píton na Flórida, que fugiu de um aquário da família, revelou a polícia nesta quinta-feira.

AFP |

A píton birmanesa, de 3,6 metros, escapou do aquário do companheiro da mãe da menina e estrangulou a criança na própria cama, disse à AFP o tenente Bobby Caruthers, da polícia do condado de Sumter.

"Quando o dono do animal se levantou na manhã de quarta-feira, a cobra já não estava no aquário. Ele correu para o quarto da menina e encontrou o animal enroscado em torno do corpo da criança", revelou Caruthers.

O homem "pegou uma faca e apunhalou a serpente até ela soltar a menina", disse o oficial, acrescentando que a cobra ainda estava viva quando a polícia chegou.

O corpo da menina tinha sinais de mordidas na cabeça e nos braços. "Para o réptil, a criança era um alimento", lamentou o oficial, lembrando que a píton birmanesa se alimenta de presas vivas.

O homem não tinha autorização para ter a cobra em casa.

vmt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG