Pistoleiros matam em Kandahar o número 2 da espionagem afegã

Cabul, 4 nov (EFE).- O número dois da espionagem afegã na região de Kandahar (sul do Afeganistão), Azizullah, foi assassinado na capital provincial por pistoleiros quando saía de casa, informou hoje à Agência Efe uma fonte oficial.

EFE |

O crime aconteceu na última segunda, quando duas pessoas em uma motocicleta abriuram fogo contra Azizullah na porta de sua casa, na área de Loya Weyala, em Kandahar, disse o chefe do departamento de inteligência regional, Abdul Qayum Katawazi.

Os talibãs reivindicaram hoje o atentado em comunicado publicado em seu site, no qual disseram que os responsáveis conseguiram se esconder em um lugar seguro.

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) anunciou hoje em comunicado a morte em um bombardeio do líder talibã conhecido como mulá Ziauddin na província afegã de Helmand.

O bombardeio aconteceu no último dia 29 de outubro no distrito de Lashkar Gah, e Ziauddin morreu em virtude dos ferimentos sofridos durante a operação.

A Isaf considera que o dirigente foi responsável por ataques contra as tropas internacionais e afegãs e que tinha relação com outros líderes fundamentalistas afegãos.

Este ano, mais de 4,3 mil pessoas morreram no Afeganistão vítimas da violência. EFE lo/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG