Pistoleiros invadem casamento na Turquia e matam 45

Homens armados invadiram uma festa de casamento em uma vila da província de Mardin, no sudeste da Turquia, e mataram 45 pessoas nesta segunda-feira, confirmou o ministro turco do Interior, Besir Atalay.

AFP |

"Lamentavelmente, 45 cidadãos perderam suas vidas no ataque (...) Há seis feridos", disse Atalay à imprensa em Ancara.

O incidente ocorreu na vila de Bilge, próxima à cidade de Mardin, informou à AFP o prefeito local, Mehmet Besir Ayanoglu, após visitar os feridos no hospital.

Segundo testemunhas, citadas pelo jornal Milliyet, quatro homens mascarados abriram fogo contra as pessoas que participavam da cerimônia (islâmica) de casamento, antes de fugir.

Um funcionário local, que cita uma sobrevivente do massacre, de 19 anos, revelou que os agressores levaram mulheres e crianças para um quarto e abriram fogo contra o grupo.

Os rebeldes separatistas curdos são muito ativos no sudeste da Turquia, onde há 24 anos combatem o governo em Ancara, mas testemunhas informaram que o ataque pode estar ligado à rivalidade entre duas famílias da região.

Em Ancara, o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, foi informado do incidente por Besir Atalay, segundo a agência de notícias Anatolia.

O Exército turco cercou Bilge e realiza uma ampla operação para identificar e prender os assassinos.

mcd/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG