Piratas somalis tomam iate com dois franceses a bordo

PARIS (Reuters) - Piratas somalis tomaram um iate com dois franceses a bordo na costa oriental da África, disse o Ministério das Relações Exteriores da França na quarta-feira. O Ministério confirma que um iate com dois franceses a bordo foi alvo de um ato de pirataria marítima no golfo de Aden, disse uma nota do Ministério.

Reuters |

'O iate foi atacado na noite de ontem, dois cidadãos franceses eram os únicos passageiros', disse o porta-voz Eric Chevallier a jornalistas no Ministério das Relações Exteriores.

Chevallier disse que uma resolução recente do Conselho de Segurança da ONU deu à França o direito de perseguir piratas em águas somalis, mas não disse se a opção seria exercida.

'É possível persegui-los, mas temos que pensar na melhor maneira de salvar as vidas dos reféns', disse, acrescentando que a França estava empregando todos os serviços relevantes do governo para examinar o caso.

Mais cedo neste ano, um iate com 30 tripulantes foi tomado e mantido por uma semana. Seis piratas foram capturados por tropas francesas depois que os reféns foram libertados.

Homens armados somalis tomaram pelo menos 30 embarcações neste ano, fazendo com que as águas na região do chifre da África sejam as mais perigosas do mundo.

Atualmente, piratas estão pedindo um resgate de 8,2 milhões de dólares pela libertação de dois navios-tanque malaios e de um cargueiro administrado pelo Japão. As embarcações foram sequestradas no Golfo de Aden.

(Reportagem de Helen Nyambura-Mwaura e Brian Rohan)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG