Piratas somalis sequestram navio saudita no golfo de Áden

Nairóbi, 3 mar (EFE).- Piratas somalis seqüestraram na segunda-feira um navio-tanque de propriedade saudita, com 14 tripulantes a bordo, nas águas do golfo de Áden, confirmaram autoridades à Agência Efe.

EFE |

De acordo com Andrew Mwangura, diretor do programa de assistência marítima do leste da África, a embarcação, de 5.136 toneladas, tem o nome Al Nisr al Saudi e seu capitão é de nacionalidade grega. Os outros 13 marinheiros são do Sri Lanka.

O navio saiu do Japão rumo a Jedá, na Arábia Saudita.

O sequestro também foi confirmado pela missão naval da União Europeia (UE) na Somália, que disse ainda que a embarcação não estava registrada no centro de segurança marítima do Chifre da África e está em Garacad, reduto dos piratas, no litoral nordeste.

Sem um Governo na prática desde 1991, quando o ditador Muhammad Siad Barre foi derrubado, a Somália tem seu território dividido por clãs tribais armados, milícias islâmicas e grupos de bandidos.

A miséria e o caos originados pelo conflito no país tornam a pirataria uma opção para jovens sem emprego e ex-pescadores. EFE.

jmc/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG