Piratas somalis sequestram cargueiro dinamarquês de bandeira americana

Copenhague, 8 abr (EFE).- Piratas somalis sequestraram hoje o cargueiro Maersk Alabama, que navegava sob bandeira americana pelo oceano Índico, confirmou a empresa dinamarquesa A.

EFE |

P. Moller-Maersk.

O navio é propriedade de sua filial americana Maersk Line e seus 20 tripulantes são dos Estados Unidos.

O cargueiro navegava rumo à cidade queniana de Mombaça quando foi atacado às 5h locais (23h de Brasília de terça-feira) a cerca de 500 quilômetros do litoral da Somália, informou a A.P. Moller-Maersk.

A companhia dinamarquesa não quis divulgar mais dados sobre o sequestro para não pôr em risco a segurança da tripulação.

Líder mundial em transporte marítimo de mercadorias, a A.P.

Moller-Maersk anunciou em novembro de 2008 que uma parte de seus cargueiros deixaria de navegar pelo golfo de Áden e pelo leste da África para evitar eventuais sequestros dos piratas somalis.

A medida só afeta navios que não têm velocidade ou altura suficiente e que por isso são mais vulneráveis aos ataques.

O grupo empresarial, que também atua no ramo de exploração de petróleo e gás, entre outros, possui uma frota de mais de 500 cargueiros e está presente em 130 países. EFE alc/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG