Piratas somalis repelem a tiros Marinha dos EUA

Washington, 11 abr (EFE).- Os piratas somalis que mantêm sequestrado um capitão americano atiraram hoje contra membros da Marinha dos Estados Unidos que tentaram se aproximar, informou a rede de TV americana CNN.

EFE |

Segundo a "CNN", a Marinha americana, que tem vários navios de guerra na área, enviou uma pequena delegação em um bote para tentar abrir uma negociação com os piratas, que mantêm retido o capitão Richard Phillips.

Os tiros obrigaram os representantes da Marinha dos EUA a voltar sem responder ao ataque, como noticia a rede de televisão.

Os piratas se encontram a apenas 30 quilômetros do litoral da Somália e os EUA querem impedir a todo custo que cheguem a terra, o que poderia dificultar ainda mais os trabalhos de resgate.

O capitão da marinha mercante, de 53 anos, se ofereceu como refém de forma voluntária na quarta-feira para garantir a segurança dos 20 membros da tripulação, depois que quatro piratas armados abordassem o cargueiro Maersk Alabama.

A embarcação atracou hoje no porto de Mombaça, no Quênia, seu destino original, aonde se dirigia quando foi atacada com uma carga de contêineres de comida do Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas. EFE tb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG