Piratas somalis libertam embarcação seqüestrada em outubro

Ancara, 7 jan (EFE).- Uma embarcação mercantil turca, seqüestrada por piratas somalis há mais de dois meses com 20 tripulantes a bordo, foi libertada depois do pagamento de um resgate, informou hoje a agência de notícias turca Anadolu.

EFE |

A empresa Yasa Holding Company, com sede em Istambul, confirmou que os piratas somalis libertaram os tripulantes e permitiram que a embarcação "Yasa Neslihan" deixasse o país africano.

A "Anadolu" afirmou que houve o pagamento de um resgate aos piratas, mas a companhia não confirmou nenhum desembolso.

O navio foi seqüestrado em 29 de outubro no Golfo de Áden, que liga o Mar Vermelho e o Oceano Índico.

Desde então, foram seqüestrados na mesma área outros dois navios turcos, que continuam sob poder dos piratas. EFE dt-jk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG