Nairóbi, 16 mar (EFE).- Piratas somalis libertaram hoje a embarcação-tanque Theresa VIII, que haviam sequestrado em 16 de novembro com 28 tripulantes norte-coreanos, confirmaram diversas fontes.

O navio contava originalmente com 29 tripulantes, mas o capitão morreu baleado durante o sequestro, informou em comunicado a organização ambientalista Ecoterra, com sede em Nairóbi, dedicada à vigilância da navegação e pesca no Oceano Índico.

"Observadores locais confirmaram que, após a entrega de um resgate hoje de manhã, o último pirata abandonou o navio esta tarde e o cargueiro já navega livre", indica a Ecoterra em comunicado.

A força naval da União Europeia EU NAVFOR Atalanta e o Programa de Assistência Marítima (PAM) da África Oriental, com sede no porto queniano de Mombaça, também confirmaram a libertação.

O navio é de propriedade de uma empresa registrada nas Ilhas Virgens e navega com bandeira da República de Kiribati, embora segundo a EU NAVFOR é de propriedade norte-coreana.

Pelo menos nove navios e 136 tripulantes ainda são reféns de piratas somalis. Segundo a Ecoterra, ao longo desse ano, foram registrados 27 ataques piratas e sete sequestros. EFE jmc/sa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.