Piratas somalis libertam cargueiro dinamarquês sequestrado em novembro

Copenhague, 16 jan (EFE).- A empresa de navegação dinamarquesa Clipper Group anunciou hoje a libertação de seu navio CEC Future, sequestrado em novembro do ano passado por piratas somalis em águas do Golfo de Áden, após o pagamento de um resgate, mas a companhia não quis especificar a quantia desembolsada.

EFE |

O diretor da empresa, Per Gullestrup, disse que o pagamento do resgate tinha sido feito há três dias através de um pequeno avião que lançou de paraquedas um contêiner com o dinheiro em uma área estipulada previamente com os seqüestradores.

Os tripulantes do cargueiro dinamarquês, 11 russos, um georgiano e um estoniano, viajam escoltados pela Marinha russa a Omã, de onde serão transferidos para casa.

O cargueiro "CEC Future", que navegava sob bandeira das Bahamas, foi sequestrado em 7 de novembro em frente ao litoral da Somália quando se dirigia à Indonésia.

As águas deste país do Chifre da África se transformaram em cenário frequente de atos de pirataria nos últimos meses, por isso tanto a União Européia quanto os Estados Unidos enviaram recentemente uma frota à região para ajudar na segurança das embarcações que se aproximam da costa da Somália. EFE alc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG