Piratas somalis homenageiam companheiros mortos por militares de EUA e França

Mogadíscio, 15 abr (EFE).- Piratas somalis homenagearam seus companheiros mortos em confrontos com as Marinhas da França e dos Estados Unidos na semana passada durante um ato realizado hoje na localidade de Baado, na região autônoma de Puntlândia, segundo disse à Agência Efe um dos líderes piratas.

EFE |

"Os homenageamos como heróis e esperamos que seus corpos tenham um descanso digno", disse à Efe Abi Garad, um dos chefes piratas.

Segundo um morador de Baado, Omar Moalim, "os piratas rezaram por seus companheiros e cantaram palavras de ordem contra os EUA".

Dois piratas morreram na sexta-feira passada em uma operação da Marinha francesa no litoral de Puntlândia durante o resgate do veleiro francês "Tanit", quando também faleceu um dos cinco reféns que estavam na embarcação.

Outros três foram mortos no domingo passado por franco-atiradores da Marinha americana durante o resgate do capitão Richard Phillips, que ficou cinco dias como refém de quatro piratas em um bote salva-vidas a 450 quilômetros do litoral somali.

Após esses acontecimentos, os piratas ameaçaram matar qualquer cidadão dos EUA ou da França que encontrarem nos navios que transitam pela zona marítima na qual atuam.

Ontem, piratas somalis atacaram o cargueiro de bandeira americana "Liberty Sun", com 20 tripulantes, em uma fracassada tentativa de capturar o navio, que viajava de Houston (EUA) para Mombaça (Quênia) carregando ajuda alimentícia. EFE ia/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG