Kuala Lumpur, 27 set (EFE).- Um navio-tanque grego com uma carga de produtos químicos foi abordado na sexta-feira nas águas do Golfo de Áden por piratas somalis, em mais um dos seqüestros realizados nessa região nos últimos meses, segundo um responsável do Escritório Internacional Marítimo na Malásia.

A captura do navio grego que, com 19 tripulantes, dirigia-se a um país do Oriente Médio, ocorre depois do seqüestro na mesma área, no dia anterior, de uma embarcação ucraniana com bandeira do Belize e 21 marinheiros, que transporta 30 tanques T-72 e outros veículos militares.

Também se soma ao seqüestro de outro navio grego com 19 tripulantes, no fim de semana passado.

Segundo o Centro de Informação sobre a Pirataria, os ataques de piratas no Golfo de Áden e no litoral somali aumentaram significativamente, e neste ano foram seqüestrados pelo menos 60 navios, quinze deles ainda sob poder dos seqüestradores. EFE snr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.