Piratas somalis acham 7 parceiros mortos e culpam egípcios

BOSSASO, Somália - Piratas somalis encontraram neste sábado corpos de sete colegas boiando no oceano e prometeram revanche contra pescadores egípcios, a quem atribuem a culpam pelas mortes dos seus companheiros durante uma fuga, afirmou um associado aos piratas. Os 34 pescadores eram mantidos reféns pelos piratas desde abril, mas conseguiram dominar os guardas na quinta-feira e fugiram em seus dois barcos pesqueiros após um tiroteio.

Reuters |

Dois dos piratas foram mortos durante o tiroteio, e as gangues disseram que os egípcios levaram muitos outros com eles.

"Achamos sete de nossos colegas mortos boiando no mar", afirmou por telefone um pirata, que se identificou como Farah, direto do refúgio de uma das gangues.

"Os egípcios os mataram. Nós costumávamos abrigá-los e tratá-los melhor do que os outros reféns, mas, se capturarmos mais deles, vamos mostrar nossa revanche", disse.

Gangues dos mares no país do Chifre da África obtiveram dezenas de milhões de dólares em resgates capturando barcos no estratégico Golfo de Áden, que liga a Europa à Ásia.

Leia mais sobre: piratas

    Leia tudo sobre: piratassomália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG